quarta-feira, 30 de março de 2011

Poesia é esse teu sorriso...





Esse teu olhar, que rompe a resistência de qualquer orgulho, barreira, impedimento meu... um olhar derretido, cor de terra, mas brilhoso, tipo água de mar... essa minha menina dos cabelos cacheados e do sorriso mais bonito que já vi... um sorriso de sol, de céu, de arco-íris, isso arco-íris, só que ela tem mais cores, tem todas as cores, colore minha vida... voz de criança, manhosa que só, quebra minhas pernas só fazendo bico... essa menina que me tem nas mãos, que nem sabe disso... ela tem jeito de pessoa forte, mas no fundo só quer colo, é que é difícil admitir... é meu vicío, meu maior acerto... me leva a lugares mágicos além da imaginação com um simples "eu amo você", me transporta sem esforço, apenas com palavras, nem preciso de muito, ela só de olhar já me faz um bem tão bonito... ela é bonita, é menina, é mulher, é fada, é princesa e é minha... com ela eu uso pronomes possessivos sem nenhum pudor, eu cuido, eu me entrego, eu até falo o que (pres)sinto, coisa que não sabia, aprendi... e o tesão? Ela faz meu corpo tremer, não tem como fugir, não, é mais forte que eu... como um imã, eu sou o ferro que nem sequer resiste... entre língua-boca-dentes, ela me tem... entre mãos-pernas-unhas, eu a tenho... entre pele-pelo-poro-calor-suor-mel, somos tudo, somos nós, somos uma... um amor nada convencional, nem sempre bem visto, nem sempre bem falado... porém o mais bonito... por quê? Ele é de verdade, é acima, é além... além do quê? Do eterno. Foi presente do Moço lá de cima, presente que trouxe sor(risos)... eu quero tudo com essa minha menina... porque ela... ah, ela é tudo pra mim...


P.S.: Ás vezes sinto falta desse tanto de amor...