terça-feira, 14 de agosto de 2012

"Uma casinha bonita...

...Um emprego que eu adore. Uma pessoa que me entenda. Um par de pés pra me guiar. E um de braços pra dias frios. Um chão pra quando meu mundo desabar. Um colo eterno de mãe. Um lugar pra voltar. Outro pra ficar pra sempre."



- Ando assim, querendo essas coisas simples. Aqui dentro algo serenou. A gente aprende a levantar mais rápido com o tempo. Os olhos estão sim brilhando. A ansiosidade foi embora. E a calmaria voltou.
O coração anda vivendo de músicas, trechos, textos e palavras de amor. Ai, o amor. Eu bem que tento, mas não tem como se viver sem ele. Amor a tudo. Não há uma só pessoa, mas a tudo que me rodeia, preciso amar, pra me sentir viva, pra fazer sentido. E eu ando amando, um amor antigo, bonito...que não passa nunca e me deixa meio assim, sem palavras.

Sempre fui eu quem roubou sorrisos alheios.
Mas está sendo gostosa essa sensação de ter os meus roubados.

2 comentários:

Ridiculous thoughts disse...

Juventude... coisa boa!

Lilian disse...

Roubaste mais um.
Beijo e um sorriso.